Esta é (um)a história – Por ti, por todos

Spread the love

A falta de luz nos teus olhos foi das coisas mais difíceis com que me confrontei na Vida.

Tenho sonhado contigo desde o dia em que soube o que aconteceu. Não só porque és tu. Mas também porque podia ser eu.

Eramos duas crianças literalmente analfabetas no dia em que nos conhecemos. Desde esse primeiro dia fomos muitas outras coisas: colegas, amigas, próximas, distantes, adolescentes rivalizando por coisas parvas, meninas mulheres apoiando-nos mutuamente, adultas com uma história comum para contar nos sorrisos e nas conversas que o acaso nos proporcionou.

Brincámos juntas. Estudámos juntas. Frequentámos a casa uma da outra incontáveis vezes. Estás nos albuns de fotografias que os meus pais guardam em casa com as nossas memórias de infância. Estás nos meus, com as primeiras fotos que tirei já ‘crescida’.

Foste tu que patrocinaste o meu primeiro beijo, forçando uma situação que não existia, como só uma adolescente sabe fazer, ali, num dia de chuva de Primavera, na entrada do teu prédio onde nos abrigámos todos.

Eras tu, nas festinhas de garagem e às escuras no meu quarto com luzes ‘psicadélicas’ e a banda sonora do Romeu e Julieta…

Fazes parte do que quer que eu tenha para deixar ao Mundo.

Não sei se é isso que torna tudo tão difícil.

Essa identificação perfeita com a pessoa que és, porque caminhámos lado a lado. Uma empatia particularmente dolorosa de sentir.

Naqueles tempos, da primária ao secundário, éramos todos miúdos com sonhos de curto prazo. Tanto quanto sei, nenhum de nós sonhava propriamente com uma família.

Éramos todos miúdos; hoje somos quase todos tu: mulheres, maridos, mães e pais.

A dor da tua perda é a nossa dor também.

Não sei o que fazer com a minha, aquela que sinto por ti.

E por isso só remotamente posso imaginar os caminhos que terás que percorrer para lidar com a tua.

E, no entanto, preciso que queiras percorrê-los.

Por ti. Por todos nós, miúdos como tu.

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *