2018 começa assim…

Coisas que a minha passagem de ano não teve:

• Fogo de artifício

• Álcool

• Glamour

• Branco, dourado, roupa interior azul, brilhos

• Chapéus/óculos/balões alusivos ao novo ano

Coisas que a minha passagem de ano teve:

• Dois filhos com febre

• Mais uma noite mal dormida

• 2kg de camarões

• Pijama

• Um Martim feliz com os foguetes e festejos da rua

• Passas sem desejos, mas em quantidade suficiente para os preencher até 2028.

Soa a seca total, não soa? É porque foi.

Mas então… Porque é que o dia 1 deste novo ano me acordou tão cheia de esperanças, ideias, sorrisos (por detrás das olheiras)?

Porque em 2018 amanheço tendo ainda tudo o que preciso e tudo o que me faz feliz.

Porque a noite que passou não foi especial, mas a vida como a vejo hoje é.

E porque, pela primeira vez, a virada não me trouxe qualquer melancolia, nem qualquer necessidade de formular resoluções.

Sei onde estou e gosto.

Com isto, quer a vossa passagem de ano vos tenha criado memórias para a vida, quer tenha sido uma noite no meio das outras, como a minha, espero que tenha sido, acima de tudo, exactamente como escolheram passá-la.

E que assim seja também o novo ano que hoje nasce.

Um 2018 à medida de todos vós!