Coisas da vida – carta aos M’s

Spread the love

Martim e Miguel,

Meus amores,

A vida tem destas coisas.

É claro que todos sabemos que não vamos durar para sempre mas a verdade é que, enquanto por cá andamos, tendemos a presumir que haverá sempre mais um dia, mais um beijo, mais um abraço, mais um ‘gosto de ti’.

É isso que torna suportável a ideia de ter que vos deixar todos os dias para trabalhar e perder uma quantidade inestimável de momentos vossos. É também isso que torna suportável a necessidade de vos impor limites, de vos dizer ‘não’, de vos contrariar e ver os vossos olhos brilhantes de lágrimas, o vosso corpinho transformar-se em esparguete para se atirarem para o chão como quem desmaia de desgosto e, bem assim, todos aqueles dias em que suspiramos para que terminem e pensamos para nós próprios (às vezes inconvenientemente alto) que nunca mais chega a hora de ir dormir.

Haverá sempre mais um dia.

E amanhã será melhor.

Mas a vida tem destas coisas, meus amores. E haverá um dia em que não haverá mais dia nenhum. Haverá, realmente, um último beijo, um último abraço e um último ‘gosto de ti’.

E porque a vida tem destas coisas, também tem o seu jeitinho especial de nos ir lembrando que é finita. Que enquanto nos reconfortamos na ideia de um amanhã, existe uma mulher com a minha idade, mas que não sou eu, mãe de uma filha com a tua idade, Martim, mas que não és tu, a perder um marido da idade do pai, mas que, felizmente, também não é ele, da forma mais aleatória.

Nessas ocasiões o Mundo gira um pouco manco e os dias tornam-se um pouco mais amargos. A consciência da nossa própria caducidade e da imprevisibilidade que a rodeia é, no mínimo, desconfortável.

Por isso, Martim e Miguel,

Meus amores,

Não me demito, nem posso deixar de tentar, diariamente, fazer de vocês duas pessoas livres e responsáveis, mas isto posso prometer: haverá sempre um beijo, um abraço e um ‘gosto de ti’.

Todos os dias, até que chegue o último.

Porque a vida tem destas coisas. E o amor também.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *